Primeiramente, ao apresentar um Currículo Cronológico fará toda diferença no processo de recrutamento de algumas empresas.

Mas, como posso fazer este tipo de documento no formato cronológico? Portanto, continue a leitura, vamos te ensinar isso hoje, confira!

Publicidade

A fim de vencer a concorrência de uma vaga de emprego bastante disputada, segundo muitos recrutadores, o conjunto de qualidade faz toda a diferença.

Publicidade

Contudo, não quer dizer que o capricho deve faltar. Neste aspecto a primeira impressão é tudo, ou seja, sua apresentação inicial ajudará demais.

Sendo assim, um dos meios de acertar é elaborando um Currículo Cronológico, descubra mais sobre esta ferramenta.

 

Currículo Cronológico

currículo cronológico

O currículo cronológico é um formato no qual privilegia a ordem cronológica de suas experiências profissionais. Informa datas onde ocupou determinados cargos, mencionando início e fim, como também, possíveis promoções e/ou inclusões de atribuições. O Currículo Cronológico organiza, inclusive, os cursos e especializações realizadas no período onde exerceu tais ocupações. Basicamente seu principal objetivo é apresentar ao recrutador, de forma organizada, seu histórico profissional.

Desse modo, é possível avaliar os eventos da sua carreira, e se houve progressão. Ou seja, fica mais fácil verificar se você obteve crescimento nas empresas onde passou quando se utilizava o modelo cronológico. Mas, é fundamental que os dados sejam reais, pois durante a seleção o responsável pela avaliação pode confirmá-los com os Recursos Humanos destas organizações. Sendo assim, veja como fazer a estrutura do seu Currículo Cronológico:

  1. Inicie com o preenchimento do nome, contatos, endereço e objetivos;
  2. Em seguida apresente a lista de experiências profissionais, sempre começando pela mais recente e assim sucessivamente;
  3. Especifique o nome da empresa, cargo e período (mês e ano);
  4. É preferível listar os cargos mais relevantes, incluindo as principais competências e responsabilidades;
  5. Liste seus cursos e outras qualificações, também dando ênfase a duração e quando ocorreu.

A ideia é reunir todo conteúdo em no máximo duas páginas. Portanto, evite sempre ultrapassar este limite, pois será enfadonho e o recrutador pode não observar todas as qualidades essenciais do seu perfil. Pois, geralmente, os recrutadores recebem vários currículos e fazem uma pré-seleção rápida.

Quando usar?

Indica-se utilizar o Currículo Cronológico quando concorre a cargos similares a sua experiência, sobretudo, quando é necessário comprovar domínio no setor ou se busca uma função gerencial. Desse modo você detalha o trilho percorrido até o momento, e mostra sua capacidade, dando ênfase na evolução profissional. Porém, evite usar este tipo de currículo quando vai disputar uma vaga em área muito longe das suas ocupações. Por exemplo, se boa parte de sua trajetória é no setor comercial e agora tenta ingressar no departamento de logística, não use a cronologia, neste caso a orientação é optar pelo Currículo Funcional (apresentaremos alguns detalhes mais à frente).

Vantagens e Desvantagens

Certamente nem tudo é positivo na apresentação do Currículo Cronológico. Sendo assim, confira a lista de vantagens e desvantagens. Dessa forma, ficará bem mais claro para você decidir o momento ideal de usá-lo. Sendo assim, verifique todas as vantagens do Currículo Cronológico e suas vantagens:

  • Salienta sua jornada e confirma a solidez profissional;
  • Apresenta seus cargos e habilidades para exercê-los;
  • Evidenciar desenvolvimento da carreira;
  • Proporciona uma leitura dinâmica ao recrutador.

Mas, por outro lado, o currículo cronológico também tem suas desvantagens. Portanto, tenha cuidado ao utilizar o modelo cronológico, verifique se o seu perfil e a vaga desejada se enquadram neste tipo. Conheça também os outros modelos de currículo, dessa forma, poderá escolher o melhor modelo. Veja as desvantagens do currículo cronológico abaixo:

  • Pode ser confuso e mostrar a tendência de não permanecer no mesmo emprego (caso haja muitas mudanças);
  • As qualificações apresentadas às vezes não são relevantes ao processo de seleção;
  • Não detalha especificidades do cargo;
  • Desfavorável a profissionais iniciantes.

Sendo assim, a partir destes pontos fortes e fracos se tem uma noção melhor de como esse formato de curriculum vitae ajudará você. Dessa forma, verifique se esse modelo é o mais adequado para a vaga. Outro modelo muito utilizado é o currículo funcional, veja as diferenças a seguir.

Currículo Cronológico x Currículo Funcional

Outro formato de currículo muito utilizado é o funcional, no qual se caracteriza por focar nas realizações de sua carreira (ou formação educacional), deixando de lado a cronologia (o tempo que elas ocorreram). O Currículo Funcional é escolhido por recrutadores que buscam profissionais hábeis, ou com qualificação, por exemplo. Dessa forma podem fazer um raio X comparativo destas duas maneiras de apresentar suas experiências de trabalho. Sendo assim, em relação a esses dois formatos, existem momentos onde um se enquadra melhor em relação ao outro. Portanto, veja quando deve-se utilizar o Currículo Cronológico:

  • Ótimo a fim de apresentar seu histórico em determina área;
  • Confirma sua segurança na profissão;
  • Destaca evolução linear na carreira;
  • Ideal para as vagas gerenciais;
  • Organiza seus cargos de maneira decrescente (do recente ao antigo).

Contudo, em algumas situações o modelo cronológico pode não ser muito interessante. Nesse caso o modelo funcional pode ser uma ótima opção. Veja quando utilizar o currículo funcional:

  • Suas habilidades são destacadas;
  • Não se preocupa com a linha de tempo;
  • Indicado para pessoas com pouca experiência ou quem está há muito tempo longe do mercado.

Dessa forma, você já sabe quando utilizar o Currículo Cronológico ou Funcional, portanto, após encontrar a sua vaga, seja ela no LinkedIn ou outra plataforma, escolha e faça o seu currículo cronológico! Boa sorte na vaga de emprego!

Publicidade